DNA Natural

Foto: @recoffee.design

Foto: @recoffee.design

Se você é como eu que adora fazer um intervalo e não vive sem aquele cafezinho coado, mas vive se questionando onde descartar a borra de café, a Recoffee é para você! 

Foto: @recoffee.design

Foto: @recoffee.design

A ordem da casa é revalorizar através do design. E foi seguindo tal valor e buscando um novo caminho à produção de resíduos sólidos produzidos no preparo de café que a Recoffee nasceu. 

Super bacana, a marca coleta essa borra de café em cafeterias e, por um processo de upcycling, transforma tal lixo em algo único e com um novo significado: biojóias e itens de decoração. 

A escolha em trabalhar com o café veio justamente pela ideia de pausa que ele traz na nossa rotina o que trouxe aos criadores da marca uma reflexão sobre o tempo natural dos ciclos produtivos. 

A partir dessa ideia - e por uma paixão por inovação e sustentabilidade, a designer Ana Paula, sócia de Rafael, administrador e Sérgio, biólogo com experiência na área de sustentabilidade, começou a explorar dentro das oficinas oferecidas pela sua faculdade formas de oferecer um novo significado ao resíduo do café. 

Conversamos com Sérgio que nos contou que a ideia não é parar na borra do café, mas explorar novos resíduos como, por exemplo, os gerados pela indústria têxtil. 

Modifica: Como começou e de onde surgiu o interesse em trabalhar com essa "nova" moda? 

Sérgio: Com o início dentro das oficinas de uma faculdade de design em São Paulo, o nosso material passou por diversos testes até chegar ao seu composto final. Durante o processo de desenvolvimento, verificamos suas principais características das quais podemos destacar o interior aerado com superfície impermeável, capacidade de isolamento térmico, resistência a intempéries, atoxidade e moldabilidade. Seu processo de cura leva em torno de 24h, onde o composto líquido vai ganhando rigidez até obter a cura total. Os componentes utilizados em nossa fabricação possibilitam uma produção artesanal livre de aditivos químicos e sem a necessidade de consumo de energia elétrica. 

Prezando por uma cadeia de produção sustentável, possuímos a ambição de reduzir o resíduo orgânico do café e levar o conceito Recoffee às novas linhas de produtos e alcançar novos mercados, através da união de design e consciência ambiental.

M: Como, e de quanto em quanto tempo, são desenvolvidas as coleções? 

S: Um dos pilares direcionadores da Recoffee é a busca constante por inovação. Isto vale na prospecção de novas oportunidades, tanto na inclusão e maior diversidade de matérias primas, quanto no desenvolvimento de novas linhas de produtos. Por enquanto ainda não trabalhamos com um cronograma pré estabelecido para novos lançamentos, mas a inovação e a busca pelo novo, está no DNA da Marca. 

M: Quais os principais materiais usados pela marca? Além do café. 

S: O nosso principal insumo é a borra do café. Como o nosso objeto de trabalho é dar um novo sentido para algo que seria inutilizado, descartado, estamos testando novos materiais com o foco de buscar um novo uso e propósito, estamos bastante otimistas em trazer novas alternativas de reuso de resíduos da industria têxtil.

Para a confecção das nossas peças atuais, além do cafe utilizamos resinas, na maior parte de origem vegetal, com o objetivo de sempre maximizar a vegetalização das nossas fórmulas e o índice de material de reciclado utilizado.  

M: Onde vocês coletam esse material? 

S: A borra de café hoje utilizada no nosso processo produtivo é toda coletada em estabelecimentos comerciais (cafeterias). Vale ressaltar que a diversidade de matérias primas, cafés, utilizadas nessas cafeterias, tem nos proporcionado uma interessante possibilidade de uso de materiais com cor e sensoriais diferentes., ampliando a gama e a diversidade das nossas peças.

M: Quais são os valores explorados? 

S: Nossa inspiração é revalorizar através do design materiais que hoje são vistos como inutilizáveis, e conseguir mudar a visão geral de como as pessoas se relacionam com o lixo e o consumo. 

M: Qual é percepção de vocês sobre o consumo de moda no Brasil? 

S: O Consumo equilibrado e consciente é influenciado por diversos fatores. Hoje percebemos que em algumas regiões, especialmente na Europa, a percepção de valor para os produtos orgânicos, reciclados e tudo aquilo que agride menos a natureza é muito mais valorizado, enquanto que em outros lugares, como no Brasil, esse reconhecimento ocorre apenas com um segmento do público. No entanto, acreditamos que esse é um caminho sem volta, afinal de contas estamos recebendo vários "recados" a partir das mudanças climáticas, extinção de espécies, esgotamento de recursos não renováveis, que nos impõem uma mudança de comportamento e atenção para as nossas escolhas futuras. 

M: Qual impacto/mudança vocês querem trazer? 

S: Além de sermos uma marca de Design que oferece produtos sustentáveis, temos também uma missão com a educação do consumidor, mostrando que existem alternativas inimagináveis como opções de escolhas sustentáveis, contribuindo para uma melhor qualidade de vida para a nossa e para as próximas gerações.  

M: O que te move? 

S: Para nós da Recoffee um dos principais pilares para o consumo consciente é o pleno entendimento do ciclo de vida daquele produto que está sendo oferecido. Proporcionar ao consumidor escolhas que minimizem os impactos negativos ao ambiente e que gerem impacto positivo, no nosso caso ressignificando materiais que se tornariam lixo através do Upcycling, traz uma nova dinâmica para o processo de inovação que vai além da busca majoritária do sucesso financeiro da empresa.

 

 

 

Adriana ZemelComentário