Levi's e seu plano ambicioso

Foto: @levis

Foto: @levis

O Acordo de Paris feito no ano de 2015 observou as medidas tomadas por governos de diversos países visando prevenir os perigos causados pelo aquecimento global e limitando que o mesmo aumente mais do que dois graus celsius. Como resultado dessa determinação, surgiu o Science-based targets. Mas o que exatamente é isso? 

Resumidamente, quando uma empresa adota um target com o objetivo de diminuir a emissão de gases de efeito estufa e as medidas usadas estão alinhadas com o nível de descarbonização necessário para conter o aquecimento global abaixo de dois graus, ele é considerado "science-based." 

Já existem diversas empresas como a Asics, C&A e Inditex trabalhando para diminuir os gases produzidos por alguns de seus alvos, mas a Levi's, uma das marcas mais antigas e tradicionais de jeans, foi quem lançou a meta mais ousada. 

Há dois anos, a marca se uniu à uma de suas fábricas parceiras em Bangladesh buscando maneiras para salvar energia, tomando medidas como a troca de lâmpadas até a instalação de novas máquinas de lavar. O resultado foi positivo, cortando a quantidade de carbono emitida em aproximadamente 20%. 

IMG_1481.JPG

Agora, unindo o Acordo de Paris e o Science-based targets, a Levi's está trabalhando para não apenas diminuir o consumo de carbono de seus prédios em 90% até 2025 (tendo como base o ano de 2016), porém também reduzir em 40% a quantidade de carbono produzida por toda a sua cadeia produtiva. 

E é justamente esse segundo objetivo que, se atingido, trará a maior mudança. Apesar desses fornecedores serem em parte dependentes da Levi's por questões financeiras, eles não pertencem à empresa e justamente por isso não são obrigados a obedecer seus termos. 

O mais interessante, é que caso a Levi's concretize sua meta em relação à sua cadeia produtiva, ajudando-os a melhorar, estará consequentemente beneficiando outras marcas, já que geralmente estas compartilham dos mesmos fornecedores. Ao traçar essa meta, a Levis, segundo Michael Kobori, vice-presidente de sustentabilidade da marca, "quer mostrar para o resto da indústria o que é possível," com a esperança de que outras empresas seguirão seus passos. 

 

                                                                                                  ____________

                                                                   Levi's ambitious plan

Paris Agreement from 2015 focused on different countries' measures in order to prevent the dangerous caused by global warming and limiting its increase to less than two degrees celsius. As a result of this agreement, Science-Based targets were created. But what exactly are these? 

Briefly, when a company adopts a target with the intension of decreasing its greenhouse effect, and they are in line with the level of decarbonization required to contain global warning - having their increase below the two degrees stablished, this target is considered science-based. 

Some companies, such as Asics, C&A, and Inditex, are already working in order to lower the quantity the carbon emission produced by some of its targets, but Levi's, one of the oldest and more traditional jeans brand, adopted the most radical strategy. 

Two years ago, the brand joined with one of its partners factories in Bangladesh looking for solutions in order to save energy, taking measures from switching light bulbs to installing new washing machines. The result was positive, reducing the level of carbon emission in approximately 20%. 

Now, combining the Paris Agreement and the Science-based targets, Levi's is working not only to lower the consumption of carbon gas from its buildings in 90% until 2025 (using 2016 as base), but also reducing in 40% the carbon gas production from its entire supply chain. 

Is this second goal that, if succeed,  will bring the most impactful change. Although Levi's suppliers being only partially dependent on the brand, they don't belong to the company so don't actually need to follow its terms.  

The most interesting is that in case Levi's achieves its goal relating its supply chain, bringing improvements, it will thereafter benefiting other brands, since they normally share vendors. By tracing this goal, Levi's "wants to present to the rest of the industry what is possible," according to Michael Kobori, vice-president of Social and Environmental Sustainability at Levi Strauss & Co, with the hope that they will add follow their steps. 

 

 

 

 

 

Adriana ZemelComentário