Do suco à seda

Foto: @orangefiberbrand

Foto: @orangefiberbrand

Vivemos um momento super importante da história da moda. Um momento de repensarmos o consumo, incluíndo cada vez mais práticas sustentáveis em todas as etapas de um produto.

Nessa nova fase, os tecidos feitos a partir de fibras naturais têm se destacado cada vez mais, já que podem causar menos impactos ao meio-ambiente - durante cultivo e pós-consumo.

Porém, sabemos que nem sempre a história é assim. E a seda é uma dessas fibras que, embora natural, traz um enorme impacto. Isso porquê o fio da seda vem do casulo criado por diversos tipos de lagartas, mas para obter um produto de melhor qualidade, as larvas - dentro de seus casulos, são abatidas antes de se desenvolverem totalmente evitando que causem danos ao fio.

Foto: @orangefiberbrand / Colaboração com Salvatore Ferragamo

Foto: @orangefiberbrand / Colaboração com Salvatore Ferragamo

Buscando uma solução mais humana e sustentável, Adriana Santanicito e Enrica Arena iniciaram em 2014 a start-up italiana Orange Fiber.

Só na Itália, mais de 700.000 toneladas de lixo cítrico - com foco na laranja, são produzidos todos os anos. Elas desenvolveram assim uma tecnologia capaz de transformar esse subproduto em uma “seda vegan.”

Claro, não é propriamente seda, mas tem características super semelhantes, como o toque leve e macio e a aparência brilhosa ou opaca. E, para completar, não causa nenhum mal às lagartas.

______________

From juice to silk

We are living a very important moment in fashion history. A period to rethink consumption, including more and more sustainable practices at every stage of a product.

During this phase, fabrics made of natural fiber have been gaining importance, since they cause less impacts to the environments during production and post-comsumption.

However, we all know it’s not always like this. And silk is one of these fibers that, although natural, bring a huge impact. That’s because the silk thread comes from different types of moth cocoon, but, in order to obtain a great quality product, the worms - when still inside their cocoons, are killing before being able to grow in a way to avoid they cause any harm to what will become the silk thread.

Looking for a more human and sustainable solution, Adriana Santanicito and Enrica Arena founded in 2014 the Italian start-up Orange Fiber.

In Italy alone, more than 700,000 tons of critic waste - mainly from orange, are produced every year. So they developed a technology capable of transforming this byproduct into a “vegan silk.”

Of course, it’s not exactly sink, but a product with very similar characteristics, bringing that silky and soft touch, and the shiny and opaque look. Not to mention it causes no harm to any moth.

Adriana ZemelComentário