Colecionando história

Foto: @hotelvetements

Foto: @hotelvetements

Durante uma noite caminhando pelas ruas de Paris, Alexandra Hartmann se deparou com velhas cortinas de hotel jogadas no meio da rua. Alexandra achou o tecido tão especial, que resolveu levá-lo para casa para construir algo para si mesma. Fez então uma jaqueta.

Foto: @hotelvetements

Foto: @hotelvetements

Dessa idéia, nasceu a Hôtel, marca que coleciona cortinas que já não estão mais em uso de diversos hotéis espalhados por Paris e lhes dá um novo significado, transformanda-os em casacos, blusas e até pom-pom de cabelo.

Fazer dessas velhas cortinas uma peça de roupa não é um processo fácil, já que cada uma traz uma característica única, marcas do tempo, como manchas e furos e metragem limitada.

“Eu não terei muitos metros do tecido, então preciso pensar qual o peso dele? Qual será o caimento? Como deve ser cortado?” explica Alexandra em entrevista para a CNN Travel.

Mas é justamente essa limitação que faz com que o processo seja tão apaixonante para a designer.

Vale a pena conhecer a Hôtel e, quem sabe, um tecido que já fez parte de tantas histórias dentro de um quarto de hotel, agora pode fazer parte da sua. Corre pro site deles www.hotelvetements.com e, claro, volta aqui para contar o que achou.

________________

Collecting history

One night while walking the streets of Paris, Alexandra Hartmann came across old hotel curtains thrown in the middle of the street. Alexandra found the fabric so special, she decided to take it home to build something for herself. She decided to make a jacket.

From this idea, Hôtel was born, a brand that collects curtains that are no longer in use from hotels spread around Paris and gives them a new meaning, transforming them into jackets, blouses and even hair pom-pom.

To take these old curtains and use them to make garments isn’t an easy process since each of them brings unique characteristics, time marks such as stains and holes, and limited footage.

"I'm not going to have a lot of meters of the fabric, so I need to think, what is the weight of it? How is it going to fall? How should it be cut?" Hartmann explains during an interview for CNN Travel.

But is actually this limitation that makes the designer so passionate about the entire process.

Don’t wait any longer to get to know about Hôtel and, maybe who knows, a fabric that has already been part of so many stories inside a hotel room, can now be part of yours. Run to their website www.hotelvetements.com and, of course, come back here to tell us what you think.

Adriana ZemelComentário