Esse cashmere é bom para você e para o mundo também

Foto: @naadam.co

Foto: @naadam.co

Durante uma viagem pela Mongolia, Matthew Scanlan acabou se perdendo no deserto de Gobi e lá teve seu primeiro contato com os fazendeiros de cabras da região.

Tais cabras, no entanto, não eram quaisquer cabras, mas sim produtoras de um dos fios mais finos e luxuosos do mundo: o cashmere.

Matthew ainda descobriu que pouquíssimo era pago a esses fazendeiros, que acabavam vendendo o cashmere ainda "“cru” para um comprador intermediário que ao fim venderia a matéria-prima para uma marca e esse mesmo cashmere passaria a valer fortunas na arara de alguma loja.

E foi assim que ele, junto do seu sócio Diederik Rijsemus, lançou a Naadam Cashmere, marca americana socialmente responsável que chegou para democratizar tal produto.

Foto: @naadam.co

Foto: @naadam.co

O conceito é simples: eliminar o middleman, tratando direto com os fazendeiros e, podendo assim oferecer um produto de ótima qualidade por um preço acessível. Ah, sem esquecer que dobrar o valor pago pela matéria-prima também fazia parte do plano.

Mas a ideia não acaba por aí. Matthew e Diederik também acreditavam no bem-estar desses fazendeiros, que agora eram ainda seus fornecedores e parceiros. Para eles, aumento do lucro e bem-estar dos empregados são fatores que andam juntos.

Descobriram o que tais fazendeiros, e as cabras, precisavam e foram atrás. Hoje, programas de vacinação das cabras, seguro para os fazendeiros e programa para acabar com a desertificação da região (algo costumeiro nessa área pelo excesso de cabras) são alguns dos fatores desenvolvidos pela marca.

Além disso, a Naadam faz questão de trabalhar com fábricas que provem não só sua preocupação com o trabalhador, mas também com o meio-ambiente, como é o caso do processo de tingimento em que apenas tinta natural e biodegradável é usada e o ciclo da água é fechado, garantindo seu tratamento e reaproveitamento.

E é por isso que achamos que essa é mais uma marca que vale a pena investir! E você, o que achou?

________________

This cashmere is good for you and so for the world

During a trip to Mongolia, Matthew Scanlan ended up lost on the Gobi desert and there he had his first contact with the goat herders from that region.

Those goats, however, weren’t just any goats, but owners of one of the most soft and luxurious of the world: the cashmere.

Matthew also found out about how little was being payed to these herders, that ended up selling the “raw” cashmere to a middleman that would sell it again to some brand and this same cashmere would be worth fortunes in the rack of some store.

And like that, together with his business partner Diederik Rijsemus, he launched Naadam Cashmere, a social responsible brand that arrived to democratize such product.

The concept is simple: eliminate the middleman, dealing directly with the farmers and, thus, offer a product of great quality for an affordable price. Ah, not forgetting that doubling the value paid for the raw material was also part of the plan.

But the idea doesn’t end right there. Matthew and Diederik also believed on the well-being of these herders, that now were also their suppliers and partners. For them, profit and the well-being of their employees are factors that walk together.

They discovered what the farmers, and the goats, needed and went after. Today, a vaccination program to the goats, insurance to the farmers, and a program to end the desertification of the region (result of too many goats grazing around the area) are some of the programs developed by the brand.

Besides, Naadam makes sure to not only work with factories that take care of their employees, but also the environment. Like, for example, their dyeing facility that only uses natural and biodegradable dyes and has a closed loop water filtration, making sure to treat and reuse this water.

And these are some of the reasons why we think this is another brand worth investing. How about you, what you think?

Adriana ZemelComentário